images

Dia claro esquenta coração frio
Dia de chuva faz escorrer as águas do rio
A esperança se faz presente no coração do desamparado
Que por sua cor e condição é condenado

Andei sozinha nessa noite procurei a lua
Vi os céus se fechando prometi ficar na rua
Vou conforme as ondas que o barco flua
As lágrimas que escorria se juntaram com chuva

E se a gente não pensar só no futuro
Viver o aqui e agora derrubando esses muros
Te amei com toda força meu amor eu juro
Mas preciso deixar meu coração puro

Solidão me da colo: vem que eu te cuido
Te da sombra e esperança, bem, te dou de tudo
O nada me alimenta, mas n me dá conforto
Se o nada for o tudo? Tudo nascerá morto!

Eu cego com meu ego mas não trago liberdade
Se eu te dê o incerto, não me traga mil verdade
Me traga a incerteza de uma mente barulhenta
A beleza tá em mim essa foi minha sentença

Os dias nublado trás a reflexão do teu posto
Se depender da vida as lágrima são imposto
Que vem suavemente sem precisar está exposto
Ninguém vai limpar as lágrima do teu rosto

Autor: Dário Ávila

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s