Agonia

issa-agonia

Muitas vezes me senti sozinha, mesmo estando acompanhada de muitas pessoas. Passei momentos de profunda tristeza, mesmo sorrindo aos ventos. Hoje em dia não me preocupo mais em ficar me contendo, não me envergonho em externar meus reais sentimentos.

Pode não parecer que sou eu, mas agora qualquer “bobagem” me deixa extremamente triste, sobrecarregada, com uma dor no peito que parece que vou morrer. E eu nem me importo em transbordar, externar tudo que sinto.

Talvez seja resultado de todas as vezes que sorri por fora e chorei por dentro.

Talvez seja o acúmulo de decepções mal superadas (que eu fingi superar).

Talvez todos esses sentimentos negativos sejam um reflexo, ou melhor, uma consequência de todas as vezes que engoli o choro; dei colo quando eu precisava de um; do quanto tentei resolver a vida das pessoas, sendo que a minha estava precisando de solução.

Tudo isso pode ser visto como a porta de um quarto escuro, se abrindo pra que todos vejam, finalmente, a bagunça que tem aqui dentro.

 

R. Muniz 

Espera

issa

Na fila do banco

No caixa do supermercado

No guichê pra pagar conta

O sistema tá lento?

A operadora de caixa é novata?

Ou minha paciência que tá esgotada?

Aquele tio que ficou de vir pro almoço de domingo

No banco da praça esperando o amigo pra tomar um café

A turma que marcou um rolê

As pessoas estão sempre atrasadas?

Ou eu que sou adiantada?

O dia em que você disse que viria

O “até logo” que falamos (e não foi logo)

A espera por seu “oi, estou de volta!”

São muitos dias que passam?

Os meses estão rápidos e lentos ao mesmo tempo?

Minhas expectativas são muito frustradas?

Ou será meu coração desesperado?

R. Muniz

Tempo perdido / O próximo mês

images

Não, nós não temos tempo

Não temos tempo pra planejar

Não temos tempo pra pensar no amanhã

Não temos tempo pra esperar acontecer

 

Não há tempo pra esperar o próximo mês

Quando se vê, o próximo mês já é o mês passado

E todo plano feito

Agora está acabado

 

Sim, acabou a semana

Acabou o mês

Acabou o ano

E o que você fez?

 

 

Raissa Muniz (R. Muniz)

P.s:  O ano já está acabando, só falta o próximo mês.

Jamais Apaixonável

blog raissa

Queria ter uma única razão

Saber se algum dia poderia

Viver contigo uma paixão

Uma sensação nobre sentiria

Este ser carnal e mesquinho

Cheio de anseios, vontades

Mas tem um quê de carinho

Dando de si mera metade

Fantasia de ser tão real

Em meu sonho te vejo assim:

Impuro, ao mesmo tempo leal

Tirando sempre o que quer de mim

Desejo profundo, inigualável

Sinto de forma estranha, irreal

Sabendo que não és um ser apaixonável

Nem tampouco ideal.

A Dor Do Amor

blog raissaQuanto mais amor mais dor

O amor pra ser intenso tem que doer

Então, meu bem, não tenha medo de sofrer

Não se negue a amar

Eu nunca me privei do amor

Nunca tive medo da dor

Se sofri muito?

Claro!

Mas não me arrependo de ter amado intensamente

De me dado por completo

O amor compensa

A paixão vale qualquer lágrima.

Raissa Muniz

Uma resposta que não faz mais sentido

Eu também não quero ser apenas mais uma lembrança tua, muito menos que você se torne uma lembrança minha, daqui a muitos anos a frente eu não quero olhar pro meu passado e ver você como um mero acontecimento nele, quero olhar pro passado junto com você e recordar tudo que superamos, tudo que ao invés de desmoronar o nosso amor, só o fortaleceu cada vez mais, e como eu já disse, esse é o nosso dom! Te amo e garanto, voce sempre estara no meu hoje e no meu amanhã.. Como poderia eu deixar esse amor escapar como mera areia na mão? Jamais deixaria, não sou capaz de tamanha maldade, nem que eu a quisesse, na realidade, nosso amor é como um barro, bem úmido, que nós dois seguramos, e moldamos do modo mais lindo, do modo que nós dois nos encaixamos nele perfeitamente, de um modo que eu só quero com você e com mais ninguém, então pára desse medo, e vive tua alegria comigo, que eu vivo a minha contigo!

D.H

Ainda Espero

blog

Espero pela tua chegada,

Ver você sorrir pra mim,

Te ouvir dizer que faço falta.

Espero sentir teu cheiro na minha roupa,

O toque suave da tua pele.

Espero ser teu motivo de alegria.

Espero teu ‘bom dia’ todas as manhãs.

Espero pela chama dessa paixão.

Espero tuas mensagens dia após dia,

E um bilhete dizendo: “Você é a melhor parte de mim”

(Espero ser mesmo essa melhor parte).

Espero ver-te feliz.

Espero os dias passarem só pra te ver.

Espero ser o seu maior desejo;

Ter a nossa música;

Te abraçar sem me importar com o tempo;

Curar todas as suas mágoas;

Esquecer todas as minhas.

Espero que não se importe com o meu passado,

Mas que veja em mim o que ninguém vê.

Espero conhecer cada detalhe teu.

Espero que sejamos sinceros.

Espero por momentos sublimes.

Espero que chegue de surpresa,

Que nunca solte a minha mão,

E que eu tenha mais de mil motivos pra não te deixar

Espero superar todos os meus medos ao teu lado.

Espero muitas coias de nós;

E espero, sim, anseio, que ao menos venha

Que me surpreenda

E que acalme esse meu coração.

Raissa Muniz