Agonia

issa-agonia

Muitas vezes me senti sozinha, mesmo estando acompanhada de muitas pessoas. Passei momentos de profunda tristeza, mesmo sorrindo aos ventos. Hoje em dia não me preocupo mais em ficar me contendo, não me envergonho em externar meus reais sentimentos.

Pode não parecer que sou eu, mas agora qualquer “bobagem” me deixa extremamente triste, sobrecarregada, com uma dor no peito que parece que vou morrer. E eu nem me importo em transbordar, externar tudo que sinto.

Talvez seja resultado de todas as vezes que sorri por fora e chorei por dentro.

Talvez seja o acúmulo de decepções mal superadas (que eu fingi superar).

Talvez todos esses sentimentos negativos sejam um reflexo, ou melhor, uma consequência de todas as vezes que engoli o choro; dei colo quando eu precisava de um; do quanto tentei resolver a vida das pessoas, sendo que a minha estava precisando de solução.

Tudo isso pode ser visto como a porta de um quarto escuro, se abrindo pra que todos vejam, finalmente, a bagunça que tem aqui dentro.

 

R. Muniz 

Meu Maior Medo

issa

Quando eu era criança tinha pavor de injeção.

Chorava só de pensar na dor que me causaria.

Quando passou o tempo meu maior medo deixou de ser a dor.

Passei a ter medo de animais, todos os tipos, em especial os anfíbios.

Mas hoje, adulta, depois de viver tantas experiências boas e ruins,

Meu maior medo é ficar sozinha.

O que mais me aterroriza é pensar que um dia posso ficar sozinha,  

Sem ninguém,

Sem amor.

Todas as noites paro e penso

Em como seria doloroso perder meus pais,

As pessoas que mais me amam,

Me protegem.

E se meus amigos sumirem?

Sei que os amigos somem,

Pois muitos deles já se foram

Pra tão longe que nada os traz de volta.

E quando não tiver amigos,

Não tiver meus pais,

Estarei sozinha?

Sem amor?

Pois já nem sei se sou

Uma pessoa que alguém poderá amar.

Esses pensamentos me acompanham todas as noites antes de dormir.

Eu não quero ficar velha,

Sozinha,

Tendo como única companhia

Meu maior medo,

O medo de viver sem amor.

By: Raissa Muniz

Queira Sentir, Queira Viver

images (2)Quais são os reais sentimentos de um ser?

Alguns imaginam logo o tal amor.

Mas amor por quem, afinal?

Pela família? Talvez, o Fraternal.

Mas a maioria pensa logo num amor pelo sexo oposto.

Mas sentimentos não é só amor.

Você sente paixão, pode ser.

Sente o que mais?

Felicidade que te faz sorrir do nada.

Vontade de ir longe.

Querer o que quer que seja.

Tristeza, essa que compõe meus melhores versos.

Saudade que tanto dói no coração de quem só ver de longe as pessoas queridas.

Amizade, só se for verdadeira.

Ou qualquer uma que se chame assim, e que te faça bem.

Sinceridade de dizer a verdade doa a quem doer.

Mas e se doer? Será mais um sentimento gerado?

Dor, pode ser considerado sentimento também.

Desde que venha de dentro.

Compaixão, que é mais que sentir pena, é agir em prol de quem sofre.

Mas por que sentir é tão difícil pra alguns?

Não que seja difícil sentir.

O difícil mesmo é dizer que sente.

Mas note, como pude arrancar de cada um o sentimento que predominava em si nesse momento.

Talvez dizer o que sente não seja tão difícil.

Talvez as pessoas se tranquem em seus mundinhos sem querer.

Sentimentos são complexos, as vezes.

E você o que sente de mais profundo?

Pode não querer dizer assim..

Então não diga.

Mas sinta.

Faça esse favor a si próprio.

 

Raissa Muniz

As Lembranças

.....Quais são as piores?

Lembrar das brigas

Dos defeitos

Dos medos.

Me faz sofrer lembrar do mal que me fez.

Me faz sofrer ainda mais lembrar do bem.

Do cheiro

Do beijo

Dos versos

Das fotos

Desenhos de mim que tu fizeste

Das músicas compartilhadas…

Mas é estralho como o tempo passa

e o que era tão forte,

hoje não é nada.

Quase não lembro da sua voz,

Do seu cheiro

Do seu gosto.

Sua Lembrança se torna cada vez mais vaga em mim.

Será que um dia serei capaz de esquecer 

até mesmo seu rosto?

Raissa Muniz

Vi em Você

tumblr_ll9rh1C7rz1qdm9yvo1_500

Vi em você um ser perfeito

Alguém confiável

Amável.

Vi em você a força da vida

Vi em você o sorriso da chegada 

Vi também a dor da partida.

Vi em você o bem e o mal

Vi em você o meu ideal

Vi tudo que sonhei

O que mais desejei.

Vi também, em ti, um ser desconhecido

Com o qual me assustei

Chorei

Sorri

Vivi

Me dei

Briguei

Senti

Voltei

Parti.

Fui feliz, fui iludida

Fui fiel e fui amiga

Mas no fim notei

Que só vi em você

O que eu queria ver.

 

Raissa Muniz

 

Palavras ao Vento

palavras ao ventoQuais as palavras mais ditas no decorrer de nossas vidas?

Um “eu te amo” em meio a sorrisos..

“Estou com saudade” ao chorar pela falta de alguém.

Posso usar as palavras mais ditas. 

Não importa!

Você pode já tê-las ouvido,

mas serão as minhas palavras.

Serão a expressão do meu sentimento.

Nunca duvide disso!

Não me faça jogar palavras ao vento.

 

Raissa Muniz

O Nada

Foto1892Sabe aquele momento em que quer escrever

mas não sabe o quê?

Escutar musica pra inspirar sempre funcionou.

Conversar com alguém que quer desabafar parece bom.

Agora, de que me adianta escrever sobre algo que eu não sinto?

“Escrever sobre sentimento alheio pode parecer um tanto impróprio”,

vocês podem pensar. 

Eu tenho que escrever. 

Escrever sobre os outros ou sobre mim.

Já escrevi sobre muita coisa.

Sobre amar 

Sobre não amar

Sobre felicidade e tristeza.

Já falei sobre sentir e sobre não sentir.

E já ouvi alguém me dizer pra dar “um tempo” pro meu pensamento.

Pra quê? 

Será que seria a solução?

Vou continuar escrevendo.

Sobre tudo.

Sobre todos os sentimentos possíveis.

Os meus e os seus…

Vou continuar pensando e escrevendo

Mesmo que seja sobre simplesmente nada! 

Raissa Muniz