Escolhas

escolhas

A vida é feita de escolhas

sim ou não

isso ou aquilo

hoje ou amanhã

amar ou não

sair ou ficar trancada no quarto.

 

E você vive na pressão de escolher o certo. Só não sabe se tá querendo escolher o certo pra si ou pras pessoas em volta.

Infelizmente você nunca vai agradar a todos. Difícil agradar as pessoas, e se você vive querendo agradar aos outros, de quem são as escolhas que você faz?  Pode realmente dizer que escolheu isso? Pode realmente dizer que viveu?

Suas escolhas formam o ser humano que você é, seus amores, seus ódios, suas cicatrizes, tudo é um resultado do que decidiu fazer.  Sua vida, sua história, suas marcas, suas quedas, suas escolhas. Só você pode construir isso. Ninguém deveria decidir por você. Se não tens o mérito por suas escolhas, pode realmente dizer que esta é a sua historia, sua vida?

R. Muniz

Anúncios

Mendez

desvendar_realidade

Nada sabe sobre a vida

      Parvo ser humano buscando

              O inalcançável

O mais alto e elevado posto

Dando valor ao que é vil

             O que de mais ordinário

   Se viu

                        Tens nas mãos e no coração

Coração que já não sabe a diferença

    Entre Damas e damas

Jogador biltre que no amor

       Usou de blefe sem nenhum pudor

Os tempos de andanças

     Buscando incansavelmente o

               Inatingível

Fizeram-te perder a temperança

               O amor

               O riso

               A vida

 

 

Raissa Muniz

Agonia

issa-agonia

Muitas vezes me senti sozinha, mesmo estando acompanhada de muitas pessoas. Passei momentos de profunda tristeza, mesmo sorrindo aos ventos. Hoje em dia não me preocupo mais em ficar me contendo, não me envergonho em externar meus reais sentimentos.

Pode não parecer que sou eu, mas agora qualquer “bobagem” me deixa extremamente triste, sobrecarregada, com uma dor no peito que parece que vou morrer. E eu nem me importo em transbordar, externar tudo que sinto.

Talvez seja resultado de todas as vezes que sorri por fora e chorei por dentro.

Talvez seja o acúmulo de decepções mal superadas (que eu fingi superar).

Talvez todos esses sentimentos negativos sejam um reflexo, ou melhor, uma consequência de todas as vezes que engoli o choro; dei colo quando eu precisava de um; do quanto tentei resolver a vida das pessoas, sendo que a minha estava precisando de solução.

Tudo isso pode ser visto como a porta de um quarto escuro, se abrindo pra que todos vejam, finalmente, a bagunça que tem aqui dentro.

 

R. Muniz 

Meu Orgulho Contra Sua Doçura.

 tra

 

Você alimenta meu ego

E eu gosto disso.

Cada lágrima sua é uma dose de vida

Na qual me embriago.

 

E você nem percebe meu orgulho

Não ver o que eu faço:

Faço e desfaço da sua ingenuidade

Quando sorrindo entre lágrimas me diz:

“Temos o dom de vencer tudo pelo nosso amor.”

 

Se eu choro, não é por sofrer

É pra te fazer sentir culpada.

E quando vejo seus olhos tristes

Sei que sofre por mim

Vejo o quanto me ama

Sempre vai amar

Nem adianta fugir

Eu consegui te dominar

Seu coração é meu

E assim sempre o será.

 

Vai sofrer

Vai chorar

E eu vou sorrir

É disso que eu sobrevivo

Vivo de lágrimas

Dor e sofrimento

 

Vivo mais e melhor ao fazer sofrer

E se vejo seu amor…

Ah, como me faz bem

Seu bem querer.

Dou-te meu veneno

Pois sei que estás em minhas mãos

Quando vou, não temo!

Já tenho a certeza de que virá

Em busca do que pensa ser seu

 

Mas sinto lhe dizer, querida:

Eu não sou seu

Não te amo

Eu amo meu ego

Meu orgulho

Nunca fui seu

Nunca serei de ninguém.

Meu dom é fazer sofrer.

 

Raissa Muniz