Queira Sentir, Queira Viver

images (2)Quais são os reais sentimentos de um ser?

Alguns imaginam logo o tal amor.

Mas amor por quem, afinal?

Pela família? Talvez, o Fraternal.

Mas a maioria pensa logo num amor pelo sexo oposto.

Mas sentimentos não é só amor.

Você sente paixão, pode ser.

Sente o que mais?

Felicidade que te faz sorrir do nada.

Vontade de ir longe.

Querer o que quer que seja.

Tristeza, essa que compõe meus melhores versos.

Saudade que tanto dói no coração de quem só ver de longe as pessoas queridas.

Amizade, só se for verdadeira.

Ou qualquer uma que se chame assim, e que te faça bem.

Sinceridade de dizer a verdade doa a quem doer.

Mas e se doer? Será mais um sentimento gerado?

Dor, pode ser considerado sentimento também.

Desde que venha de dentro.

Compaixão, que é mais que sentir pena, é agir em prol de quem sofre.

Mas por que sentir é tão difícil pra alguns?

Não que seja difícil sentir.

O difícil mesmo é dizer que sente.

Mas note, como pude arrancar de cada um o sentimento que predominava em si nesse momento.

Talvez dizer o que sente não seja tão difícil.

Talvez as pessoas se tranquem em seus mundinhos sem querer.

Sentimentos são complexos, as vezes.

E você o que sente de mais profundo?

Pode não querer dizer assim..

Então não diga.

Mas sinta.

Faça esse favor a si próprio.

 

Raissa Muniz

Anúncios

As Dores

dorAs pancadas que levamos ao longo da vida

nos fazem sentir um cansaço, uma indisposição…

É algo que não se pode conter.

As decepções não trazem só as lágrimas.

Quisera eu apenas chorar e depois..

Depois reviver,

Como se fosse um novo ser

cheio de vida,

esperança 

e sem lembranças do que passou.

Mas agora creio que não foi uma decepção.

Ou talvez tenha sido sim,

Decepção comigo mesma.

Por eu ter deixado tudo desmoronar

como se fosse um prédio condenado a demolição.

E o estrago foi imenso.

Ainda hoje estou a limpar a poeira que ficou,

os restolhos  que sobraram aqui dentro de mim.

E como estou exausta!

 

 

Raissa Muniz

Movida Pela Dor

blog 1As aflições quando chegam

chegam todas juntas

e assim se aconchegam..

   Entram no coração,

     na cabeça

E daí me fazem perder a razão.

                Me fazem emotiva

                                     Movida pela dor

Pelas lágrimas

                                     Por sentimentos infindáveis

Que nem eu mesma entendo.

Não sei de onde vem,

                                         quando, talvez, me deixarão…

    Não sei, nem sequer, sobre o que são.

                            Esses sentimentos…

Quem pode entendê-los?

Quem pode sarar a dor que causam?

Talvez o tempo

Talvez um ser esplendido 

com o poder de me fazer ver

o que de bom

                         a muito tempo

deixei de enxergar.

By: R. Muniz

Ela amou demais.

Ele: O que te preocupa? O que houve com a tua alegria?

Por que vejo tristeza e pezar nos olhos que antes brilhavam de felicidade?

Ela: O problema não está nos meus olhos e sim no meu coração ingrato!

Ele: Mas como pode um coração puro e antes cheio de amor ficar endurecido e te causar tanta dor?

Ela: Foi justamente essa combinação de pureza e amor…O que era amor agora é nojo. Nojo do que um dia pude sentir. E sabe aquele coração puro? Hoje não cabe amor, nem mesmo paixão, pois guarda um rancor que ocupa todo o espaço do meu ser.

Ele: Será que este mero mortal pode fazer algo para limpar o rancor do teu coração e te fazer amar e sorrir para que teus olhos venham brilhar novamente, linda menina?

Ela: Não formoso homem. Nem o mais forte dos mortais poderá fazê-la. Pois isso é algo que cabe a mim. Somente eu poderei arrancar do coração esse rancor, essa dor, pois fui eu, somente eu que permiti a esse puro e ingênuo coração amar tão tolamente e se deixar enganar por um falso amor. Amor que hoje não tem nada mais que meu nojo, meu despreso!

By: Raissa Muniz